My Sweet Salad é apresentada durante a PMA Fresh Connections em São Paulo (SP)

A Sakata acaba de lançar uma nova linha de hortaliças premium, com a marca My Sweet Salad. O lançamento aconteceu durante o PMA Fresh Connections, evento realizado no dia 21 de agosto, na cidade de São Paulo (SP).

Organizado pela Product Market Association (PMA), uma associação voltada aos diversos segmentos da cadeia de frutas, flores, legumes e vegetais, que possui mais de 2.900 associados em 55 países, o evento conecta stakeholders de toda a cadeia de produção e comercialização – influenciadores do varejo, produtores, distribuidores, associações e membros do governo – para participar de palestras e visitar a área de exposições das empresas.

Nesta edição, que recebeu mais de 800 visitantes, a Sakata participou com um estande para a divulgação e exposição da linha completa dos produtos que compõem o portfólio atual da marca My Sweet Salad, dentre os quais: Sweet Grape (tomate grape); Tomates como Antigamente (tomate italiano); Salad Sensation (tomate mini-italiano); Pumpkino (mini abóbora gourmet); e Smile (snack pepper).

Na ocasião, a empresa também patrocinou o café da manhã oficial do evento. De acordo com Paulo Koch, Diretor de Marketing da Sakata, “o PMA Fresh Connections Brazil foi uma grande oportunidade para realizar o lançamento da nova marca, pois reuniu um público bastante qualificado, composto pelos principais líderes e players do segmento no país, que conheceram em primeira mão a novidade da empresa, que representa uma grande inovação neste segmento de mercado”.

Para saber mais sobre a linha My Sweet Salad, acesse: www.mysweetsalad.com.br e acompanhe as novidades também nas mídias sociais Instagram: @mysweetsalad e Facebook: facebook.com/mysweetsalad.

 

 

 

Confira, abaixo, os depoimentos de alguns dos parceiros da Sakata, durante o PMA Fresh Connections 2019, sobre o trabalho da empresa e a nova marca My Sweet Salad.

Edson Trebeschi, proprietário da Trebeschi Tomates

Desde que o projeto Sistema Integrado começou, somos parceiros da Sakata. A Trebeschi Tomates fez um modelo de consórcio em conjunto com a Sakata e a Fazenda Tozan, que foi um laboratório para o desenvolvimento de um pacote tecnológico e de abordagem sobre como seria o Sistema Integrado.

A parceria com a empresa é de longa data, pois além das variedades especiais presentes no Sistema Integrado, já cultivamos as variedades de tomate convencionais há muitos anos. O Sweet Grape foi um divisor de águas no que diz respeito à inovação para o segmento de tomate no Brasil, em termos de sabor, apresentação, segurança do alimento, rastreabilidade, e o Sistema Integrado já nasceu com todo esse cuidado. O Sweet Grape vem como um cartão de apresentação do que a Sakata e seus parceiros tem de melhor a oferecer para o consumidor.

Essa diversificação de produtos proposta pela marca My Sweet Salad é muito importante para que exista uma família de produtos – snacks, mini-pimentões, abóboras – que tragam os mesmos diferenciais que nasceram junto com o Sweet Grape. Há uma diversidade de produtos que vai somar muito com toda a cadeia do segmento de FLV. É claro que o apelo visual é importante, as cores dos produtos e as embalagens ajudam, mas não suficientes é apenas isso. Acredito que é preciso dar a oportunidade para o consumidor provar e comprovar os diferenciais dos produtos, facilitando a linguagem e a comunicação no ponto de venda.

Gustavo Martinez, Coordenador de Desenvolvimento de Produtos do Grupo Pão de Açúcar

Para incorporarmos a nossa marca em alguns produtos, nós temos alguns requisitos de qualidade que devem ser cumpridos por todos os nossos fornecedores. E a Sakata possui estes valores em seu DNA, exigindo isso de uma maneira bem firme junto aos seus fornecedores. E isso vai ao encontro daquilo que acreditamos e praticamos também: cobrança rígida com critérios de qualidade, segurança e padronização de produtos. Entendemos que trazendo um produto da marca Sakata e unindo com a nossa marca, só temos a ganhar, unindo duas marcas que prezam muito pela qualidade e segurança do produto, criando assim um cobranding de valor para o consumidor.

Hoje, o consumidor é bem carente de ações de degustação em loja, principalmente quando há um item que tem uma diferenciação, uma proposta de valor agregado um pouco maior, mas que oferece mais qualidade. Então, quando falamos de uma linha de produtos diferenciados, temos que trabalhar melhor a exposição, degustação e comunicação dos atributos dos produtos para os clientes, para que eles possam optar pela compra.

No Brasil temos um mercado muito visual, o cliente olha muito para a qualidade do produto no dia a dia e quer ter este valor percebido. Acho que há um bom trabalho a ser feito com a marca My Sweet Salad, pois dentro do segmento hortifrúti não há muitas marcas consolidadas. O Sweet Grape, por exemplo, é um case, em que o cliente já associa a um tomate de melhor qualidade. De fato, é um trabalho de construção de marca que tem que ser feito, pois é um grande desafio fazer o consumidor querer optar por ela, mas acredito que a Sakata está no caminho certo. 

Hélio Nishimura, Consultor de FLV

É muito importante o movimento que a Sakata está realizando com a My Sweet Salad, colocando no mesmo guarda-chuva produtos de vários segmentos que a empresa tem, incluindo tanto quem está produzindo, quanto quem está vendendo. Em qualquer projeto, não se pode pensar apenas em um único elo da cadeia. É fundamental pensar na parte do elo que está produzido, distribuindo e a forma como o produto será apresentado ao mercado consumidor.

Neste sentido, a forma de atuação da empresa buscando conciliar tudo numa única marca e com o mesmo conceito, em uma direção mais organizada, é a tendência. A embalagem deve ser bonita e apresentável, pois é o rosto do produto, mas os atributos devem ir além da embalagem, com foco na qualidade do produto em si. Produtos de valor agregado, que visam a experiência do consumidor em termos de sabor, cor, segurança e qualidade, devem ter suas características evidenciadas e valorizadas pelo consumidor.

O caminho da escolha genética das cultivares que se adaptam ao gosto do brasileiro é ideal. O produtor conhece os atributos, mas nos demais elos da cadeia, essa informação se perde, é desconhecida. Por isso, a continuidade de oferta dos produtos no varejo, é importantíssima para ampliar e fidelizar o consumo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.