Mercado de Flores e Ornamentais registra retomada de vendas após cinco meses de pandemia

Toda a economia do país sofreu com os impactos negativos trazidos pela pandemia do novo coronavírus no país. Alguns setores sofreram mais e outros menos. No caso específico do segmento de Flores e Ornamentais, as consequências foram diretas.

Mas agora, após cinco meses deste cenário, o segmento de flores para jardinagem e paisagismo registrou um crescimento há muito tempo não visto, alavancado principalmente por pessoas que viram o “Home Gardening” como uma excelente atividade no combate ao stress, além, é claro, de deixar os jardins dos lares muito mais bonitos para enfrentar o período do isolamento social.  “Esta é uma tendência, que esperamos que tenha vindo para ficar e se tornar um hábito entre os brasileiros”, afirma Carlos Amano, Coordenador de Flores e Plantas Ornamentais da Sakata.

Amano comenta que a companhia dispõe de um portfólio bastante interessante de plantas para este segmento, tais como: Celosias, Torenias, Vincas, Begonias e muitas outras. Dentre elas, a planta que cada vez mais está em evidência em jardins e paisagismo é a flor SunPatiens, que pela sua beleza e rusticidade tem atraído muitos admiradores.

O segmento de flores de vasos também teve uma alta na sua demanda, logo após o Dia das Mães. “Como uma boa parte da população foi obrigada a se isolar em suas residências, as flores e plantas ornamentais foram muito importantes para melhorar o ambiente e com certeza contribuíram para o bem-estar das pessoas nos momentos difíceis, trazendo um acalento”, ressalta o coordenador. Campanula, Gerbera, Carnation e Sunflower são algumas das flores cultivadas para este segmento e que fazem parte do portfólio da Sakata.

Já o segmento de flores de corte foi o mais afetado pela pandemia e ainda está em recuperação. “Como todos os eventos foram cancelados ou postergados, as vendas de flores de corte sofreram um impacto direto. Este segmento é muito dependente de decoração e o mercado para buquês prontos para uso doméstico ainda é pequeno”, comenta Amano.

Segundo ele, para reverter este quadro, existem algumas iniciativas de fomento às vendas de flores de corte em redes de supermercados, que têm grande potencial de crescimento nos próximos anos. “Mas como ainda há um certo receio dos produtores em termos de investimento em plantios mais longos este ano, uma boa opção são as flores de ciclo mais curto”, indica. Para isso, a Sakata disponibiliza um bom portfólio de flores de corte, tais como: Aster, variedades Bonita e Matsumoto; Celosia, variedade Chief; Campanula Champion; Goivo (inverno), variedade Cheerful; Boca-de-leão, variedade Calima; e Sunflower, variedades Vincent’s Choice, Tangy e Fresh.

A empresa lançará em breve um novo catálogo para consulta, com muitas novidades para o mercado de flores e opções de plantas para as mais variadas finalidades, visando contemplar todos os perfis de produtores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.