Chicória Eloá: resistência e pós-colheita na medida certa

Utilizada para fins medicinais e culinários desde a antiguidade por povos egípcios, gregos e romanos, a chicória é uma planta predominante na Ásia e na Europa, mas que pode ser cultivada em todo o mundo. Também conhecida como chicória amarga ou escarola, desenvolve-se facilmente em clima temperado ou frio.

Contudo, a hortaliça também pode apresentar um bom desempenho produtivo em países de clima tropical, como o Brasil. Isto é possível devido ao melhoramento genético, com a seleção de plantas mais adaptadas às condições tropicais de cultivo, como é o caso das chicórias Helena e Eloá, sendo esta última recém-lançada pela empresa no mercado.

A nova cultivar Eloá pode ser produzida durante o ano todo em diversas regiões do país e chegou para complementar o portfólio da companhia no segmento, com destaque para suas características comerciais, tais como: plantas de tamanho padrão e altamente uniformes, folhas externas de cor verde escura e folhas internas de cor verde claro, além de apresentar excelente pós-colheita, mantendo a coloração e qualidade por muito mais tempo.

Adaptada tanto para cultivo em campo aberto, quanto em hidroponia, a chicória Eloá traz ao mercado ainda outras características que também beneficiam o produtor, como a alta rusticidade de planta, que proporciona resistência à bacteriose (Xcc), Alternaria e Cercospora, bem como o alto nível de resistência ao Tip Burn, ao Talo Oco (deficiência de Boro) e ao pendoamento precoce – principais problemas que afetam a cultura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.