Alfaces adaptadas proporcionam mais segurança e qualidade para produção no verão

Grande suscetibilidade da hortaliça a intempéries climáticas exige variedades com genética específica para cultivo nesta época do ano

A escolha da melhor variedade de acordo com o clima da região e a época do ano é fundamental para o êxito nos negócios, principalmente quando se trata de alface. Isto porque a hortaliça é bastante suscetível ao calor e às chuvas, que implicam no aparecimento de diversos tipos de problemas durante o seu desenvolvimento até a maturação.

A instabilidade climática, característica do verão tropical, pode provocar, por exemplo, pendoamento precoce, bordas necrosadas (tip burn), baixo rendimento, má qualidade de cabeça (em termos de firmeza, tamanho e cor), apodrecimento das raízes, folhas amargas, dentre muitos outros aspectos negativos na formação da planta.

Diante destes aspectos, o mercado  sofria com a falta de variedades tropicalizadas para plantio em diferentes regiões do Brasil e, especificamente, durante as épocas mais quentes do ano. Ciente desta grande necessidade comercial, a Sakata passou a desenvolver novas variedades de alface muito mais tolerantes às adversidades do clima, a fim de proporcionar mais eficiência, com excelente produtividade e apelo comercial.

Fruto de um trabalho incansável ao longo de anos, a equipe de Pesquisa da empresa desenvolveu quatro variedades que despontam atualmente no mercado dentre as mais produtivas para plantio no verão. São elas: as americanas Dora, Serena e Angelina, além da crespa Thaís. “Todas oferecem grande segurança de plantio em períodos de oscilações climáticas, bem como plantas vigorosas, de alta qualidade, além de boa produtividade”, afirma Talita Scholl, Gestora de Produtos da Sakata.

Por isso, para um plantio adequado de alface em épocas quentes e úmidas, a profissional recomenda que “o ideal é sempre investir em sementes de variedades geneticamente adaptadas, desenvolvidas especialmente para esta finalidade, pois elas proporcionarão um manejo muito mais facilitado, além de redução de gastos com insumos e possíveis perdas a campo. Esta também é uma forma do produtor aumentar a sua rentabilidade e melhorar o seu negócio com a produção de alface no verão, podendo, assim, passar a oferecer produtos de alta qualidade durante o ano todo”, salienta Talita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.