Hidroponia: surpreenda-se com as sementes da Sakata

O cultivo em sistema hidropônico é um segmento de mercado em plena expansão e repleto de oportunidades para os produtores. Busca-se cada vez mais ter controle sobre as condições ambientais de cultivo, com maior conforto no ambiente de trabalho, além da necessidade de se otimizar os espaços para plantio nas propriedades. Tudo isso é possível com a hidroponia, que é atualmente uma alternativa de produção bastante viável e mais rentável, por proporcionar uma produção segura, rápida (com maior precocidade) e altamente produtiva (grande aproveitamento da área) em qualquer época do ano. Este conjunto de fatores têm impulsionado o grande crescimento da produção de hortaliças, por meio de cultivo protegido, em especial, a hidroponia.

Atenta à essa forte tendência apresentada pelo mercado hortícola, os trabalhos de melhoramento genético da Sakata, direcionados para a criação de variedades compatíveis com o sistema hidropônico, foram pioneiros e tiveram início em 2000. A expertise da área de Pesquisa da companhia sempre entendeu que diferentes sistemas de cultivo demandam diferentes características de adaptação, tais como: arquitetura e formato da planta; distribuição e espessura das folhas; vigor do sistema radicular; tolerância às amplitudes térmicas; eficiência na absorção e uso efetivo de nutrientes; resistência às doenças, dentre outras.

Visando a obtenção de variedades adaptadas aos diferentes sistemas de cultivo, A Sakata investe massivamente em pesquisa de melhoramento genético convencional em condições tropicais. No caso de uma nova cultivar de alface, por exemplo, são necessários, em média, dez anos para o seu desenvolvimento, sendo que, apenas na etapa do melhoramento genético consomem-se de seis a sete anos do total. Concluída esta primeira etapa, leva-se de três a quatro anos para a sua validação nas diferentes regiões, épocas e tipos de cultivo.

Boa leitura!

Aniello Antonio Cutolo Filho, Coordenador de Melhoramento Genético da Sakata

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.