Palavra do Produtor – Ubiraci dos Santos Fernandes, de Paty do Alferes (RJ)


Ubiraci dos Santos Fernandes, sócio-administrador da Seal Hortifruti, localizada em Paty do Alferes (RJ), é um dos integradores do Sistema Integrado de Produção e Comercialização de Frutas, Legumes e Verduras (FLV) desenvolvido pela Sakata. Sua empresa é a responsável, atualmente, pela execução do projeto no estado do Rio de Janeiro, que tem sob a sua responsabilidade 35 integrados – produtores que atuam dentro deste modelo de negócio. Juntos, eles produzem cerca de 300.000 unidades por mês de tomate Sweet Grape e em torno de 90 toneladas por mês de tomate italiano – boa parte comercializada sob a marca Tomates como Antigamente.

De acordo com Fernandes, o clima favorável da região e o uso de sistema de cultivo protegido permitem que a colheita e a comercialização destes produtos aconteçam durante o ano inteiro, atendendo aos mercados dos estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo e parte de Minas Gerais. Ele destaca que, há pouco tempo, passaram a atender também a região Sul do país. “Recentemente começamos a escoar parte da nossa produção para o Rio Grande do Sul e Santa Catarina, por meio de um compromisso comercial estabelecido com os integradores de lá. Como eles não possuem condições climáticas para produzir o ano todo, passamos a fornecer os produtos para eles embalarem e distribuírem no mercado local. Esta será uma parceria de três anos incialmente, realizada por intermédio da Sakata”, explica.

Os produtos produzidos pelos Integrados – que são devidamente comprados, embalados e identificados pelo Integrador –, têm como destino grandes redes de supermercados, hortifrútis, pizzarias, hotéis, buffets, quitandas, dentre outros. Segundo Fernandes, todo este cuidado, bem como os procedimentos adotados desde o início do cultivo, estabelecidos pelo projeto, refletem diretamente na percepção do consumidor em relação à qualidade do produto em termos de padrão de fruto e preservação de sabor, diferenciando – os no mercado em relação aos concorrentes. “Quando o consumidor vê a marca do Sweet Grape no mercado, ele já compra como se fosse um produto famoso da grande indústria, como por exemplo, o da marca mais conhecida de refrigerantes do mercado. Isto acontece porque é um produto que sempre está com um padrão de qualidade igual e, por isso, o consumidor compra de olhos fechados”, analisa.

Com uma parceria de mais de 30 anos com a Sakata, sendo nove deles fazendo parte do Sistema Integrado, o profissional conta que está muito satisfeito com a oportunidade de ser o Integrador do projeto em seu estado e ainda ter a possibilidade de atuar na cadeia como um todo, além de ter a sua própria produção. “A nossa empresa desempenha diversos papéis. Ela é a distribuidora, que vende os insumos para os integrados e oferece assistência por intermédio da sua loja; é a Integradora que compra toda a produção dos Integrados; é a selecionadora e a embaladora dos produtos; é a distribuidora que comercializa os produtos, além de também atuar com a produção. Neste sistema, nós fechamos todo o ciclo com a nossa atuação”, enfatiza.

Fernandes destaca ainda que os benefícios de trabalhar com o Sistema Integrado de Produção e Comercialização da Sakata se estendem também a todos os Integrados que participam do projeto, dando a oportunidade de trabalharem com um modelo muito mais moderno de produção e de comercialização, que oferecem mais segurança financeira e pessoal. “Muito deles nos dão depoimentos emocionados e se tornaram cases de sucesso do projeto, graças à melhoria significativa da qualidade de vida que tiveram a partir da entrada para o Sistema Integrado, com o uso de cultivo protegido e uma forma de trabalhar mais profissionalizada, deixando a lavoura tradicional para trás”, conta. Para ele, o apoio e a orientação, juntamente com a união entre os integrados, além da inserção em uma plataforma já estabelecida de negócios, possibilitam um enorme ganho para todos os envolvidos.

Sakata participa do 3º Seminário Nacional de Folhosas

A Sakata foi patrocinadora ouro do 3º Seminário Nacional de Folhosas, que aconteceu no dia 8 de agosto, em Campinas (SP). Promovido pela Associação Brasileira do Comércio de Sementes e Mudas (ABCSEM), o evento reuniu mais de 100 participantes, dentre produtores, viveiristas, comercializadores, agrônomos e técnicos, além de outros profissionais da área.

A programação do Seminário contou com diversas palestras, mesas-redondas e debates, que englobaram os temas mais importantes ligados à cadeia produtiva de hortaliças folhosas, contemplando aspectos de produção, legislação, comercialização e tendências de mercado.

Na ocasião, o Diretor de Marketing da Sakata, Paulo Koch, que também é Presidente da ABCSEM, proferiu uma palestra sobre “A Visão da Indústria de Sementes de Hortaliças sobre o Mercado de Folhosas”. O evento foi uma oportunidade para a Sakata reforçar sua liderança no mercado de folhosas, e estreitar a relação com grandes players do segmento.

Foram apresentados alguns dos principais destaques do portfólio de folhosas da Sakata, dentre os quais: as alfaces Jade, Valentina, Milena e Isadora (Crespas); Carmim (Crespa Roxa); Angélica (Mimosa Verde); Larissa (Lisa); Dora e Serena (Americanas de Verão), Silvana (Americana de Inverno); além da chicória Helena, mini couve-chinesa Sayuri e do espinafre japonês (Horenso) Pina.

 

1° Workshop Nacional de Tomate em Goiás

No período de 23 a 25 de julho, a Sakata promoveu o 1° Workshop Nacional de Tomate, na cidade de Anápolis (GO), que reuniu 45 profissionais do Sistema de Distribuição da empresa e 18 membros da equipe Comercial da Sakata.

O Workshop teve como finalidade promover um treinamento mais intensivo sobre o posicionamento técnico e comercial dos produtos que compõem o portfólio da empresa, bem como o alinhamento estratégico destinado à cultura do tomate, realizado em conjunto com os clientes da empresa que são referência neste segmento.

A programação do evento contemplou apresentações de cases de sucesso regionais e também visitas a campo, que demonstraram a ótima performance dos tomates Santy e Valerin, tanto na produção, quanto na comercialização.

Considerado um sucesso por todos os envolvidos, o Workshop proporcionou aos participantes maior capacitação técnica, bem como motivação na busca pela excelência de atuação no mercado, que passa não apenas pela credibilidade e qualidade dos produtos, mas também pelo atendimento diferenciado aos clientes.

De acordo com o Gestor de Produtos da Sakata, Gustavo Veiga, “com esta ação, buscamos formar um corpo comercial cada vez mais qualificado, consistente e apto para agregar valor durante o atendimento oferecido aos produtores, transmitindo as orientações corretas e oferecendo todo o suporte necessário, a fim de que possam obter sucesso em suas lavouras, extraindo o melhor dos produtos da empresa”, destaca.

Confira os destaques do portfólio da Sakata no mês de julho

Neste mês de julho, a Sakata selecionou quatro variedades do seu portfólio, que prometem se destacar no mercado. No segmento de Flores, a variedade selecionada foi a flor Lisianthus Rosanne 2 Green, lançamento da Sakata. Já no segmento de Hortaliças, os destaques são a pimenta Don Santino, o quiabo Quiabel e o Porta-Enxerto AF 8253, outras três novidades recém-lançadas.

Saiba mais sobre os diferenciais destes produtos no link: http://www.sakata.com.br/50anos_julho