XX Semana do Pimentão no DF

No dia 16 de agosto, aconteceu a XX Semana do Pimentão realizada pela Emater-DF e Cootaquara, no Núcleo Rural Taquara, na cidade de Planaltina, no Distrito Federal.

O evento, que contou com a parceria da Sakata e do distribuidor regional Vegetal Agronegócios, reuniu um público de mais de 60 pessoas, dentre produtores e técnicos da região.

Na ocasião, foram apresentados os novos materiais da Sakata voltados para estufa: os pimentões tipo retangulares Taurus (vermelho) e Camaro (amarelo). A Semana do Pimentão foi importante para marcar ainda mais o nome da Sakata na região e ainda estreitar parcerias localmente.

Tomate Ravena: incomparável, faça chuva ou faça sol

O período da primavera-verão, marcado por grande incidência de chuvas e calor intenso, já está se aproximando no país. Uma época de alerta para os produtores, uma vez que tornam o clima mais susceptível às perdas na produção, devido à maior incidência de bacterioses, manchas e rachaduras nos frutos, principalmente no cultivo de tomate. Contudo, a evolução genética e o investimento em pesquisas para o desenvolvimento de produtos mais resistentes, trouxeram ao mercado opções mais seguras e produtivas.

É o caso do tomate Ravena, um híbrido desenvolvido pela Sakata que já é sucesso de produtividade e padrão de qualidade, sobretudo, em condições climáticas adversas, devido à sua alta adaptabilidade e ao pacote de resistências a doenças. Além disso, a variedade apresenta ainda um ótimo desenvolvimento de planta, mesmo quando há carência nutricional pela alta lixiviação da adubação nestes períodos chuvosos.

Outros benefícios da cultivar são um maior teto produtivo para campo aberto, possível graças à combinação do alto vigor vegetativo (longevidade de colheita) e generativo (pegamento de frutos), e a produção de frutos grandes, que agregam mais valor na hora da comercialização, proporcionando maior lucratividade também.

Para saber mais sobre os diferenciais da variedade e obter as melhores recomendações nutricionais para atingir o máximo potencial deste híbrido, procure a equipe comercial e os distribuidores da Sakata de sua região.

Confira os destaques do portfólio da Sakata no mês de agosto

No mês de agosto, a Sakata selecionou cinco produtos do seu portfólio, que prometem se destacar no mercado. O primeiro deles, para o segmento de Flores, é a petúnia híbrida Star Collection, variedade que apresenta maior tolerância às intempéries e crescimento vigoroso. Já para o segmento de Hortaliças, os destaques da empresa são a melancia Leona e os três pimentões: Dahra RX; Cida R e Beti R.

Conheça mais detalhes sobre cada um deste produtos acessando o link: http://www.sakata.com.br/50anos_agosto

Distribuidor de flores da Sakata celebra 60 anos

No dia 3 de agosto, a Úrsula Garden Center, uma das principais distribuidoras de flores da Sakata na região Sul, comemorou seu aniversário de 60 anos. De acordo com Roberto Takashi Oki, Gerente de Flores e Ornamentais da Sakata, “a empresa é uma parceira de longa data da Sakata e a confiança e a credibilidade que eles possuem nos produtos são tão grandes, que um dos fundadores da Úrsula relatou que desde o início de suas atividades, no final da década de 50, eles já compravam sementes da Sakata, só que direto do Japão, antes mesmo do grupo possuir uma sede no Brasil”.

Para comemorar esta data tão importante, a Úrsula Garden Center realizou um dia de campo especial, com demonstração de diversas variedades de flores e a realização de palestras para os principais fornecedores da empresa e produtores vindos dos três estados da região Sul. Na ocasião, a Sakata entregou uma placa comemorativa para os dirigentes da empresa, a fim de celebrar esta grande parceria de longa data e parabenizar pelo aniversário.

 

 

Sakata apresenta novo vídeo institucional

O novo vídeo institucional da Sakata já está no ar e conta de forma clara e objetiva a trajetória de sucesso da empresa na América do Sul, alavancado pelo alto investimento em pesquisa genética, tecnologia de sementes, suporte técnico-comercial e ampla rede de distribuição.

Com um perfil arrojado e uma narrativa leve, o vídeo que possui mais de cinco minutos, é ricamente ilustrado com imagens e animações que trazem informações de forma bastante atrativa, com destaque para os principais produtos da companhia, tanto do portfólio de hortaliças, quanto do de flores. O material contempla ainda algumas imagens aéreas da sede administrativa e também da Estação Experimental da Sakata, ambas localizadas em Bragança Paulista (SP).

Esta é mais uma iniciativa adotada pela empresa com o objetivo de comunicar aos seus clientes e parceiros, de forma diferenciada, a dimensão de sua estrutura comercial e produtiva, com modernos equipamentos de pesquisa, equipe altamente qualificada e vasta linha de produtos. O novo vídeo reforça ainda para o mercado, os valores e os diferenciais competitivos que fizeram da Sakata Seed Sudamerica, uma grande marca dentro da horticultura brasileira.

Confira o vídeo no link: https://www.youtube.com/watch?v=Csr7ehdsRyU&t=7s

Livro reúne as principais contribuições da Sakata para a Horticultura no país

Referência no setor hortícola, a Sakata Seed Sudamerica reuniu as principais conquistas e histórias da empresa, em um livro que acaba de ser lançado no evento de comemoração do seu cinquentenário na América do Sul. De acordo com Romulo Vilar Filho, Gerente do Departamento de Capital Humano da Sakata, responsável pela organização da publicação, “o livro conta sobre a fundação da empresa com sede no Brasil, desde o seu início como Agroflora, até sua transformação em Sakata Seed Sudamerica, passando pelos grandes marcos que revelam sua evolução e trajetória de sucesso até os dias de hoje. Uma curiosidade é que o livro aborda aspectos históricos da horticultura, desde o descobrimento do Brasil, até a evolução das tecnologias para a criação de novos produtos, introdução de variedades híbridas e outras questões relacionadas ao cultivo e produção de hortaliças”, comenta.

Segundo ele, para que este projeto se concretizasse, foram necessários muitos meses de trabalho, para realização da pesquisa e levantamento dos dados históricos e dos registros fotográficos; localização e captação de entrevistas com profissionais que participaram desta história; construção do texto; além de revisão e conferência minuciosa de todas as informações obtidas ao longo do período.

Desta forma, o livro, que possui 159 páginas, foi elaborado graças à colaboração de várias pessoas que fizeram, fazem e sempre farão parte desta trajetória de sucesso da companhia ao longo destes 50 anos, às quais a Sakata Seed Sudamerica agradece profundamente. Dentre  elas:  Akio Sugimoto, Akira Kishimoto, Antonio Silva Filho, Carlos Roberto Negri, Celso Netto, Chukichi Kurozawa, Edson Donizetti Vieira da Silva, Hiroshi Ikuta, Isaías Olívio Geraldi, Jorge Ikuta, José Ricardo Siqueira Gaia, Kunio Nagai, Livio Kuninagui Takahashi, Luiz Eduardo Aranha Camargo, Marcello Massayuki Takagui, Marcelo Agenor Pavan, Massami Kikuchi, Nelson Belenzieri, Nelson Shoiti Tajiri, Noboru Tsuhako, Norberto da Silva, Nozomu Makishima, Paulo Sergio Koch, Paulo Tarcisio Della Vecchia, Pedro Berbert, Pedro Terenciano Sobrinho, Roberto Takashi Oki, Romulo Fujito Kobori, Romulo Vilar Filho, Rumy Goto, Seiko Tasaki, Sergio Noboru Tsuhako, Shinji Mitsuyoshi, Vasco de Castro Gomes, Waldemar Silveira Bellini, Walter José Siqueira e Wilson Roberto Maluf.

Durante o evento de comemoração do cinquentenário, a companhia presentou os convidados com o livro. Algumas cópias da publicação também serão entregues, posteriormente, aos parceiros de negócios da empresa, bem como para bibliotecas, escolas e universidades, relacionadas ao Agronegócio.

A grande celebração dos 50 anos

Para marcar este momento histórico da empresa, a Sakata Seed Sudamerica realizou, em agosto, uma cerimônia para celebrar o seu cinquentenário na América do Sul. A comemoração reuniu 150 convidados, na cidade de Bragança Paulista (SP).

Entre os presentes, estiveram o presidente do Grupo Sakata, Hiroshi Sakata; o cônsul do Japão, Sr. Yasushi Noguchi; o presidente da Sakata Seed Sudamerica, Marcello Takagui; além de diretores, gerentes, clientes, parceiros, autoridades locais, pesquisadores e profissionais renomados da horticultura e floricultura.

Na ocasião, a programação do evento contou com alguns pronunciamentos, almoço de comemoração e a Cerimônia do Saquê (Kagami Birachi), uma tradição japonesa realizada pelos anfitriões em celebrações, na qual é quebrada a tampa de um barril de saquê, que posteriormente é oferecido aos convidados para degustação.

Outro acontecimento marcante foi o lançamento do livro comemorativo dos 50 anos da empresa. Cada convidado foi presenteado com um exemplar do livro, cujo conteúdo trata da trajetória de sucesso e das conquistas da Sakata Seed Sudamerica, desde o início de suas atividades como Agroflora, em 1968, e posteriormente incorporada, em 1994, pela multinacional japonesa Sakata Seed Corporation.

Vale destacar que, ao longo de sua trajetória, o Grupo Sakata se consolidou como uma marca forte, que zela por seus clientes, por meio de processos rigorosos de controle de qualidade, de investimento constante no aprimoramento de seus recursos tecnológicos e na capacitação de seus profissionais, para entregar ao mercado excelência em produtos e serviços.

Só no Brasil, foram inúmeras as contribuições da empresa para a horticultura nacional, dentre elas, se destacam o pioneirismo no desenvolvimento das primeiras variedades híbridas, bem como de materiais com genética adaptada para cultivo em clima tropical. E como resultado deste grandioso trabalho, a Sakata Seed Sudamerica congrega hoje um vasto portfólio de produtos, composto por mais de 300 variedades de hortaliças, além de mais de mil cultivares de flores.

Agradecemos a todos pela grande parceria e colaboração para o fortalecimento da empresa ao longo de sua brilhante trajetória no mercado sul-americano!

Boa leitura a todos!

Romulo Vilar Filho, Gerente do Departamento de Capital Humano da Sakata

 

VEJA AQUI MOMENTOS RETRATADOS DO EVENTO!

Sunflower Vincent´s Choice é atração em parque de Joinville (SC)

O Parque Agrícola da Ilha, localizado na cidade de Joinville, em Santa Catarina, tornou-se uma atração para os moradores e visitantes da cidade, devido ao lindo jardim de girassóis que ornamenta o local. Há dois meses, foram cultivadas em torno de 7 mil sementes da variedade Sunflower Vincent´s Choice da Sakata, que agora está em plena floração.

O girassol Vincent´s Choice é uma flor muito apreciada na decoração, devido às suas pétalas de coloração alaranjada brilhante, com miolo escuro, que proporcionam um excelente contraste. Outro diferencial é a maior durabilidade, pois, por não possuir pólen, pode durar de 8 a 10 dias em arranjos.

Além desta grande aceitação de mercado, a variedade é uma excelente opção de produção de flor de corte também por ser de fácil cultivo, apresentando ótimo desenvolvimento tanto em dias curtos, quanto em dias longos.

 

Palavra do Produtor: José Carlos Granghelli, de Jaguariúna (SP)

O produtor José Carlos Granghelli herdou de seu pai, juntamente com seus cinco irmãos, a propriedade na qual trabalham hoje com hortaliças, mas que no passado já foi terra de cultivo de laranjas. Após a aposentadoria do progenitor e o declínio da atividade, cada filho se especializou na produção de um tipo de cultivar. José Carlos, que era administrador de empresas em uma grande companhia situada no interior paulista, pediu demissão e há cerca de 10 anos passou a plantar abobrinha e pepino. Desde o início do seu negócio, o produtor sempre contou com a parceria da Sakata, utilizando as variedades da empresa no Sítio São José, localizado na cidade de Jaguariúna (SP).

Atualmente, Granghelli tem tido excelentes resultados com a produção e a comercialização da abobrinha Adele da Sakata. Ele cultiva a variedade desde o seu lançamento comercial, com uma média de plantio que gira em torno de três mil pés por mês. Segundo o produtor, “a baixa mortandade de plantas, por ser mais resistente a viroses, é um dos principais diferenciais da cultivar a campo”. Outro ponto de destaque para o produtor é que “a variedade exige uma menor pulverização, oferecendo maior segurança alimentar e menor custo de manejo”, argumenta.

Porém, de acordo com Granghelli, nada se compara à qualidade do produto final obtida com a variedade Adele. “Sua cor e brilho são perfeitos e diferentes de outras cultivares, tornando-a muito mais atrativa na banca, no momento da comercialização. Por conta deste seu visual, o preço de venda também é melhor e o negócio se torna mais rentável”, enfatiza o produtor. Ele comenta ainda que, para agregar mais valor à hortaliça, colhe as abobrinhas que produz em tamanho menor – que é mais atrativo para o comprador, segundo ele – e com luva, para não danificar o produto. Desta forma, o produtor afirma que consegue um destaque ainda maior para sua produção, diante das demais.

A comercialização da produção de Granghelli é toda destinada à Ceasa Campinas, seguindo de lá para os principais mercados e quitandas de toda a região. O distribuidor da Sakata que realiza o atendimento do produtor localmente é a empresa Tomatec, para a qual ele só tem elogios: “o atendimento é ótimo e sempre sou atendido prontamente quando necessito”, garante.

Alface Valentina: desempenho e qualidade herdadas de uma líder de mercado

Certamente a alface é uma das folhosas mais apreciadas pelo consumidor, sendo a tipo Crespa a mais preferida dentre todas, liderando o consumo no país. Diante desta grande demanda no mercado, a Sakata segue investindo no segmento, desenvolvendo novas opções de variedades, que atendam às exigências de cultivo e de consumo.

Depois da consagrada alface Vanda, que é uma referência no mercado até os dias atuais, liderando inclusive as vendas em algumas regiões por quase duas décadas, a Sakata lança a alface crespa Valentina, que mantêm as qualidades excepcionais de sua antecessora – como rusticidade em qualquer situação e adaptação às condições tropicais de cultivo – juntamente com novas características, como: plantas de porte grande, com folhas compridas; talo grosso; e sistema radicular muito vigoroso.

Outro diferencial da variedade é o seu pacote de resistência à queima de borda (deficiência de cálcio) e ao LMV-II; bem como à Fol raça 1 (Fusariose) e ao Bl raças 1 a 16, 21 e 23 (míldio).

Indicada para plantio durante o ano todo nas principais regiões produtoras de alface, a Valentina apresenta um ciclo de produção precoce, em média de 55 dias da semeadura à colheita, possibilitando redução do custo quanto à manutenção das plantas no campo.