Robinson Volpe, São Pedro do Turvo (SP)

Baseado na experiência de ter trabalhado com seu primo durante sete anos no plantio em estufas, o produtor Robinson Volpe deu início ao seu próprio negócio há cerca de quatro anos. Ele montou a sua primeira estufa na propriedade do pai, o Sítio Três Coqueiros, localizado em São Pedro do Turvo (SP), e se especializou na produção de pepino japonês, utilizando a variedade Taiko da Sakata, desde o início da atividade no local. Agora, prestes a instalar a terceira estufa no local, ele comemora o sucesso da parceria com a empresa e já pensa em testar também um novo tomate da companhia, visando ampliar o seu negócio e atuar também em um novo segmento de mercado.

Recentemente, o produtor passou a investir no plantio da forma enxertada (variedade Taiko + porta-enxerto Tropical) e notou diversos benefícios no resultado final de seus produtos. “Esta é a segunda safra na qual utilizo o material enxertado do Taiko e é notória a diferença. A cor do pepino é muito mais bonita e a raiz é bem mais forte, pois mesmo que haja alguma doença na terra, o material segue firme produzindo. Além disso, com a cultivar enxertada, a produção dura três meses em média, um mês a mais do que com a variedade comum. Outro diferencial é o tempo de pós-colheita, pois enquanto o material enxertado aguenta duas semanas até a entrega para o mercado, o comum suporta apenas a metade do tempo”, destaca Volpe.

Apesar de exigir um investimento inicial mais alto, o produtor garante que os benefícios da variedade enxertada, como maior produtividade e melhor qualidade do produto, compensam e asseguram uma melhor rentabilidade na comercialização. Atualmente, toda a sua produção de Taiko, que gira em torno de 200 a 300 caixas por mês, tem como destino a Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp).

Volpe adquire as mudas enxertadas do pepino Taiko com a empresa Hidroceres, que atua em parceria com a Sakata no suporte oferecido ao produtor. Segundo ele, o atendimento recebido é bastante prestativo. “Sempre sou respondido em qualquer dúvida ou dificuldade que tenho. Todo o acompanhamento realizado é muito bom”, reforça Volpe.

Repolho Anzu: mais segurança para sua produção!

A Sakata apresenta mais uma novidade para complementar e fortalecer a sua linha de repolhos. De coloração verde azulada, o novo repolho Anzu agrega alta qualidade de cabeça com rusticidade e plantas vigorosas.

As cabeças são compactas e firmes, de formato arredondado e muito uniformes, com peso médio de 3kg. Além da excelente durabilidade pós-colheita e ótima resistência ao transporte, outra grande característica que é bastante atrativa na comercialização é o sabor diferenciado que o repolho Anzu possui: mais intenso e adocicado do que as variedades comuns.

A cultivar possui um ciclo de produção que gira em torno de 110 dias e permite o cultivo com segurança durante o ano todo, graças à sua alta resistência à Xanthomonas, doença bacteriana que ocorre normalmente no verão, e alta resistência ao rachamento de cabeça, distúrbio que normalmente ocorre no período do inverno.

Sakata participará de feira internacional de alimentos em São Paulo (SP)

Entre os dias 12 e 14 de março, a Sakata participará da ANUFOOD Brazil, uma feira internacional exclusivamente voltada para o setor de alimentos e bebidas. A feira, que será realizada no espaço São Paulo Expo, na cidade de São Paulo (SP), reunirá produtores, fabricantes, importadores, supermercadistas e distribuidores, além de destacar de forma pioneira o agronegócio, com produtos in natura e típicos regionais.

Na ocasião, a Sakata apresentará em seu estande alguns dos principais destaques do seu portfólio de produtos que foram estrategicamente introduzidos pela empresa no mercado ao longo dos últimos anos e que se tornaram marcas de sucesso, comercialmente reconhecidas pelos consumidores. Dentre elas: “Sweet Grape (tomate tipo grape – carro-chefe do Sistema Integrado), “Tomates Como Antigamente” (tomate tipo Italiano), “Salad Sensation” (minitomate Italiano), “Batã” (abóbora do tipo butternut) e “Turma do Ninja” (brócolis floretado). Além disso, os visitantes também poderão conhecer um grande lançamento da empresa, a miniabóbora gourmet Pumpkino, bem como degustar o tomate Sweet Grape.

Paralelamente à feira de negócios, acontecerá também o Congresso ANUFOOD Brazil​, que abordará temas atuais e relevantes como “Os gargalos da distribuição de alimentos”, “Segurança Alimentar” e “Perdas causadas pela logística e distribuição”, com a presença de palestrantes internacionais e representantes governamentais.

Para mais informações sobre o evento acesse: www.anufoodbrazil.com.br

Sistema Integrado celebra dez anos em 2019

Empresa colhe ótimos resultados deste modelo de negócio e acaba de agregar mais novidades ao seu portfólio de hortaliças premium

Há dez anos, a Sakata desenvolveu e implementou um sistema inovador no Brasil para atender os padrões de produção e comercialização de produtos hortícolas premium no país. Trata-se do Sistema Integrado de Produção e Comercialização de Frutas, Legumes e Verduras (FLV), primeiro modelo de negócios da empresa neste ramo, que atua em todos os elos da cadeia, desde a venda da semente ao produtor até a comercialização dos produtos no varejo. Neste sistema, os produtores são Integrados e atuam juntos em um mesmo processo produtivo, utilizando variedades do portfólio de hortaliças especiais da empresa, cuja comercialização é realizada pelos Integradores, parceiros comerciais do grupo, que se encarregam também do processo de beneficiamento e distribuição dos produtos ao mercado.

Segundo José Arthur Beneduzzi Vido, Assistente Técnico da Sakata (Sistema Integrado), os produtores recebem suporte técnico e orientações para padronização dos processos, dentre outros. “O principal objetivo deste modelo é criar uma vantagem mercadológica sustentável aos participantes, oferecendo produtos diferenciados para o consumidor, que sejam mais saborosos, saudáveis, com garantia de segurança e constância na oferta” afirma.

Atualmente, o Sistema Integrado é detentor de várias marcas para comercialização de hortaliças premium no mercado nacional. Dentre elas estão: o tomate Sweet Grape (principal marca e determinante para a criação do Sistema Integrado), Salad Sensation e Tomates como Antigamente, além dos lançamentos Pumpkino (miniabóbora gourmet) e Smile Snack Pepper (minipimentões coloridos). “Todas elas correspondem a cultivares produzidas em ambiente 100% protegido, seguindo um Manual de Produção e uma ficha técnica para seleção dos produtos a serem comercializados”, explica Vido.

Nos últimos anos, de acordo com o profissional, o Sistema Integrado está engajado na busca pela diversificação do seu portfólio. “O intuito da companhia é proporcionar aos Integradores um número maior de produtos para trabalharem na comercialização, facilitando a entrada em pontos de vendas estratégicos e administrando melhor o plano de produção de seus Integrados. Com isso, os Integrados ganham também mais opções para cultivo durante todo o ano, possibilitando a rotação de culturas e otimizando o seu principal custo, que é a mão-de-obra”, comenta Vido.

Desenvolvimento de Novos Produtos

Gustavo Rosin Scherma - Integrado campeão de produtividade em 2018
Gustavo Rosin Scherma – Integrado campeão de produtividade em 2018

O desenvolvimento de produtos destinados ao Sistema Integrado é realizado de forma conjunta entre o Departamento de Novos Negócios, Pesquisa e Marketing da empresa. No processo, são realizadas diversas avaliações para selecionar uma cultivar de hortaliça que se encaixe no rótulo de especialidade.

Vale destacar que a nova cultivar deve ter uma aptidão para cultivo protegido, possuir propriedades organolépticas superiores, como por exemplo o sabor, sem deixar de atrair a atenção pela possibilidade de se tornar uma tendência de mercado. Para isto, a equipe técnica da Sakata e seus distribuidores parceiros ficam responsáveis por checar os diversos requisitos por meio de uma série de etapas, que incluem produção, testes a campo, potencial comercial, dentre outros, que passam pelo crivo dos Integradores do Sistema também. “Para assegurar o elevado padrão de qualidade dos produtos a serem lançados pela empresa, as etapas do processo de seleção são muito rigorosas, visando consolidar marcas que tenham grande prestígio no mercado, com alta aceitação dos consumidores”, conclui o especialista.

Treinamento técnico em 2018

A revolução do Sistema Integrado

Sempre dedicada em oferecer ao mercado os melhores produtos que contemplem os requisitos demandados pelo consumidor e também atendam às necessidades do produtor, a Sakata desenvolveu um programa de produção de alimentos diferenciados, que segue rigorosamente as Boas Práticas Agrícolas (BPA) e que prima pela segurança e sustentabilidade na produção. Este é o caso do Sistema Integrado, que neste ano celebra uma década de atuação. O projeto surgiu para suprir dois grandes gargalos do setor: a produção de alimentos mais seguros e com qualidade superior durante o ano todo e também a necessidade dos produtores em terem processos mais modernos de produção, com assistência técnica especializada e parcerias comerciais justas.

Neste sistema, os produtores – chamados de Integrados – cultivam hortaliças diferenciadas, dentro dos padrões de qualidade exigidos pelo programa, recebem suporte técnico e têm a garantia de compra de toda a produção, conforme os parâmetros estabelecidos pelo Sistema, sob a chancela de marcas desenvolvidas pela Sakata.

Os parceiros comerciais que representam as marcas do Sistema Integrado junto ao varejo – chamados Integradores – atuam para gerar a demanda das marcas pelo mercado e o equilíbrio da oferta, a fim de que não ocorra ruptura de abastecimento destes produtos. Desenvolvem ainda ações especiais para impulsionar a visibilidade dos produtos junto ao consumidor, seja por meio de degustação nos pontos de venda ou com campanhas sazonais, por exemplo, disponibilizando também informações sobre as marcas na internet e nas mídias sociais.

A Sakata coordena toda esta operação, conectando todos os elos envolvidos desta cadeia de valor, fazendo com que as engrenagens girem de forma sincronizada e contribuam, assim, para impulsionar ainda mais o segmento hortícola no país.

Boa leitura!

Davi Ricardo Reche Nunes, Coordenador Técnico de Produção e Comercialização – Departamento de Novos Negócios

Vanderlei Marcos Quinallia, Mesópolis (SP)

O produtor Vanderlei Marcos Quinallia faz parte da segunda geração da sua família que tem como principal atividade o cultivo de tomate, além de algumas outras hortaliças, como pimentão e pepino. Desde pequeno ele acompanha seu pai no campo, que já está no ofício há quase 40 anos, sendo cliente da Sakata, desde o princípio. A propriedade da família, o Sítio São João, está localizada no município de Mesópolis (SP), na região de Jales (SP).

Atualmente, o principal produto da empresa utilizado pelo produtor é o tomate tipo Italiano Ravena, cujo cultivo já está no quarto ano consecutivo. Segundo Quinallia, a média de colheita da variedade por safra tem sido de aproximadamente 400 caixas por mil pés. Ele destaca que “a cultivar é excelente principalmente para períodos chuvosos, pois não dá rachadura”.

Outro grande diferencial do Ravena, segundo o produtor, é o padrão de tamanho de fruto ao longo de toda a produção. “Este tomate possui tamanho graúdo, com poucos tomates miúdos ao longo da colheita. Creio que cerca de apenas 9% a 10% saem fora do padrão, enquanto as variedades de outras marcas concorrentes chegam até 20%, o que impacta bastante na comercialização”, conta. Quinallia elogia ainda a ótima coloração da variedade, que também é um ponto de grande atratividade comercial. Toda a produção de tomate do sítio tem como destino principal o fornecimento para o Grupo Benassi, além de outros mercados locais.

O produtor salienta também que está muito satisfeito com o suporte oferecido pela Sakata e pelo distribuidor Hortimax, que o atende localmente. “Acho interessante o suporte técnico oferecido, com profissionais que nos atendem direto na propriedade, além da possibilidade de sempre estar testando os produtos novos, para conhecer melhor antes de investir”, explica.

Couve-flor Paloma: a opção ideal para sua safra de verão!

A Sakata acaba de lançar no mercado o seu mais novo produto: a couve-flor de verão Paloma. A nova cultivar chega para complementar e fortalecer a linha de couve-flor da empresa, ofertando ao produtor mais uma opção segura para cultivo nesta época do ano, apresentando excelente qualidade de cabeça.

Suas plantas possuem vigor intermediário e excelente arquitetura, fatores que facilitam o manejo durante o cultivo. Além disso, a cultivar apresenta excelente cobertura foliar, importante por proporcionar proteção contra as queimaduras do sol. Tal característica garante ainda a qualidade e a coloração branca da cabeça. As cabeças são pesadas, com grande durabilidade pós-colheita e resistência ao transporte, facilitando assim a comercialização. A colheita se dá de forma escalonada, com média de três colheitas por safra.

Outros grandes diferenciais da couve-flor Paloma são a sua alta resistência à Xanthomonas (Xcc) aliada à rusticidade, bem como capacidade de adaptação de cultivo em diferentes ambientes.

Projeto “Horta do Bem”, faça parte você também!

A Sakata convida todos os seus colaboradores, clientes e parceiros para se voluntariarem e/ou apoiarem o Projeto “Horta do Bem”, que tem como objetivo a formação educacional de crianças e a profissionalização de adolescentes, por meio de atividades relacionadas ao cultivo de hortaliças e flores. Idealizado pelo Espaço de Convivência e Aprendizado (ECOA), instituição sem fins lucrativos de Bragança Paulista (SP), o projeto será administrado pela própria entidade juntamente com empresas parceiras e também por voluntários cadastrados.

A horta será estruturada em uma área de quatro mil metros quadrados, localizada na sede da ONG ECOA, de forma perene. O início do funcionamento do projeto está previsto para o primeiro semestre deste ano e para fazer parte desta iniciativa, basta entrar em contato com a entidade e solicitar mais informações. Envie um e-mail para administracao@ecoabrag.org.br ou ligue para (11) 4035-2197 (falar com Jéssica ou Pamela).

 

 

Novos tempos

Iniciamos o ano de 2019 com uma profunda mudança nos rumos do Brasil. Uma nova gestão governamental assume com o compromisso de conduzir o país, de proporções continentais, ao seu potencial de desenvolvimento. Com isto, notícias sobre a possibilidade da retomada da economia e de investimentos postergados ou cancelados surgem em todos os mercados, renovando as esperanças de um ano melhor.

É sabido que, desde 2017, infelizmente, o cenário econômico ficou muito abaixo das expectativas previstas, causando reflexos diretos na grande dificuldade enfrentada hoje por toda a cadeia produtiva de hortaliças. Apesar deste cenário difícil nos últimos dois anos, a Sakata seguiu investindo fortemente na diversidade de seu portfólio de produtos e na qualidade de seus serviços.

Isto porque a empresa, que acaba de completar 50 anos de atuação na América do Sul, manteve como foco todos os princípios que foram fundamentais para alicerçar a sua história até aqui, se consolidando como uma marca de sucesso e referência na horticultura: a inovação e o pioneirismo na criação de cultivares com alta qualidade em sementes, aliados à uma cadeia de distribuição mais eficiente, para prover o melhor serviço aos produtores. Esta receita é, e sempre foi, o DNA que move e motiva nossa equipe no dia a dia.

Sabendo da grande responsabilidade e do compromisso que temos com os nossos clientes e também com a sociedade como um todo, seguimos confiantes para este novo ciclo que acaba de se iniciar, otimistas das novas oportunidades que poderão surgir para o nosso nobre negócio. Desejamos também que todos os produtores possam colher excelentes frutos neste novo ano. Contem sempre conosco!

Um abraço e boa leitura a todos!

Marcello Takagui, Presidente da Sakata Seed Sudamerica

Sakata visa ganhar ainda mais mercado com investimentos permanentes em inovação de produtos

Estratégia da empresa é apostar no desenvolvimento de variedades diferenciadas para o mercado, que proporcionem grande vantagem competitiva, tanto na produção, quanto na comercialização

Ao longo da história centenária da Sakata, o mundo passou por tempos difíceis: guerras, catástrofes ambientais, crises políticas e econômicas. Todos estes períodos de adversidade fizeram com que a empresa superasse as suas dificuldades e os obstáculos com muita determinação, ciência e paixão. Segundo Paulo Koch, Diretor de Marketing da Sakata, “a resposta da empresa para estes momentos sempre foi a inovação, por meio do desenvolvimento de novos produtos e serviços para ofertar ao mercado”.

Em decorrência disto, de acordo com o executivo, “o resultado da busca incessante da companhia por inovação resultou no lançamento de variedades de alta performance que proporcionam soluções genéticas para as principais dificuldades enfrentadas pelo produtor no campo”. Ele ressalta ainda que a Sakata foi além, e “passou a trabalhar também focada nas expectativas e necessidades de toda a cadeia distribuição, bem como dos consumidores, antecipando as principais tendências de mercado”.

E é graças a esta resistência e ao foco na busca de alternativas novas e criativas para enfrentar as adversidades, que a companhia se mantém firme e forte no mercado, mesmo com todas as oscilações econômicas, sociais e ambientais, sejam mundiais ou regionais. Tal atuação tem se demonstrado uma estratégia segura para ganhar mercado e crescer ainda mais, frente à concorrência.

Os investimentos realizados pela empresa em ciência e tecnologia têm se concretizado em grandes lançamentos: produtos de extrema qualidade, que fidelizam os atuais clientes, que já confiam na marca, e atraem novos parceiros. Apenas no ano passado, a Sakata Seed Sudamerica apresentou 26 lançamentos e um portfólio com mais de 100 variedades a campo, durante o Sakata Field Day, evento promovido na Estação Experimental da empresa em Bragança Paulista (SP), que recebeu mais de 2.500 visitantes.

Dentre os grandes destaques, vale à pena ressaltar a alface Jade, no segmento de alface Crespa verde. A variedade apresenta excelente rendimento, devido ao seu grande número de folhas, além de crocância e crespicidade, sendo sucesso já entre os produtores e comercializadores.

Outro produto lançado que já despontou no mercado é a abobrinha Adele, que possui alta resistência genética às principais viroses que atacam severamente os campos, evitando prejuízos enormes aos produtores. Além de trazer mais segurança, a variedade é altamente produtiva, com frutos de excelente padrão de qualidade.

Uma outra importante inovação da empresa foi no segmento de maçarias, com a cebolinha Katana, que possui plantas de alto vigor, com folhas verdes brilhantes, bem menos susceptíveis à queima de pontas, problema sério que deprecia o produto final.

“Vale destacar que todos estes produtos e seus diferenciais só foram possíveis graças aos investimentos permanentes em pesquisa e desenvolvimento, sempre respeitando e considerando as condições locais de clima e solo, para proporcionar os melhores resultados sempre”, finaliza Koch.